Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



por Dina Martins, em 18.01.20

Nova Era

Uma nova era chegou. É tempo de mudança, de grandes mudanças. O Universo incentiva-nos a quebrar padrões, a olhar para dentro e tomar consciência. Consciência do quê? Perguntarão alguns. Consciência do nosso propósito nesta vida. Porquê e para quê viemos aqui, mais uma vez, a este planeta? Estaremos aqui, meros seres humanos, apenas para amealhar bens materiais? Penso que o nosso propósito vai muito para além disso. 

Nascemos dotados de grandes capacidades, mas ao longo da nossa vida vamo-nos fechando, reprimindo, autocriticando; acumulamos medos, inseguranças, ressentimentos, que nos limitam, que nos acorrentam numa realidade cinzenta, densa.

É tempo de mudar, de quebrar correntes, de vencer nossos medos, criar coragem e abrir os nossos corações; reconectarmo-nos com o nosso Eu superior e crescermos finalmente, sem culpas, sem julgamentos, em sintonia com o nosso espírito, com a fonte, com a mãe Terra. Tornarmo-nos seres de paz (mas não passivos), seres de amor, de verdade, doa a quem doer, custe o que custar. Por vezes é necessário a dor para crescer, coragem, consciência para curar essa dor e seguir caminho, o nosso caminho individual, aquele a que nos propusemos enquanto seres espirituais que somos.

É urgente esta mudança; o Universo não espera, não pode esperar mais. Chegou a hora. É aqui, é agora.

Paremos de criticar, de nos queixarmos da vida, de culparmos o outro, quando a responsabilidade é exclusivamente nossa. Colhemos o que semeámos.

Proponho-vos um desafio: o de olhar para dentro, para o nosso ser interior; verificar o que precisa ser trabalhado, o que precisa ser mudado para um novo registo, mais leve, mais puro; e mudar, simplesmente agir em mudança. Se for necessária ajuda, então procuremos ajuda; mas atenção, não fiquemos dependentes da ajuda do outro. O outro pode-nos ajudar a tomar consciência, a dar o primeiro passo, mas o caminho é nosso, as ferramentas de cura são nossas, o poder de mudança está em nós; é só nos predispormos a isso. Aceitas o desafio?

IMG-20190224-WA0005.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:48


por Dina Martins, em 30.09.19

O caminho

Caminhando descontraidamente pelo parque, Marta observava a beleza da paisagem envolvente.  Focava-se especialmente nos sons do entardecer; o barulho dos seus passos ao pisar a "terra batida", a diversidade de "cantares " das aves que esvoaçavam de pinheiro em pinheiro, a leve brisa que fazia movimentar as folhas e ramos de alguns arbustos. Para ela, tudo aquilo soava ao mais belo concerto tocado pela mãe natureza. Mais tarde, chegou à zona de sapal e parou por breves minutos. O cheiro familiar da maresia encheu a sua mente de memórias, da infância, adolescência e até da jovem adulta que foi. Mais uma vez, focou-se na variedade de sons, juntou o som da água que esvaziava nos regatos e apreciou os ainda quentes raios de sol do fim de tarde. Ali sentia-se em casa; naquele parque Marta sentia-se segura, preenchida por uma paz indescritível. Era como se estivesse em conexão perfeita com o universo, sem interferências.  O seu verdadeiro ser manifestava-se a cada passo que dava, com um sentimento incrível de felicidade. Naquele momento não tinha dúvidas de quem era, de qual o seu propósito neste planeta. Sabia exatamente tudo o que precisava saber, que caminho percorrer, o que precisava libertar para conseguir caminhar mais rápido. 

O sol estava já a esconder-se; era hora de regressar à realidade do mundo lá fora, cheio de desafios, bifurcações, decisões que mais tarde ou mais cedo teria de tomar.  Contudo, sabia que poderia voltar àquele mundo encantado sempre que precisasse. Todos os seres mágicos que viviam naquele pinhal estariam lá para a guiar, para a acolher e Marta, nesse dia, saiu daquele parque de coração cheio, de paz, amor, alegria, gratidão por mais um dia... de experiências, aprendizagens, de vida, neste planeta magnífico que nos acolhe sem nada exigir, que nos nutre e abriga; a nossa casa temporária chamada Terra.

20190927_192743.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:33